APIFVET é uma das entidades subscritoras do Manifesto “Por uma alimentação consciente em Portugal”


Atualmente, os portugueses têm sido expostos a muita informação sobre as atividades relacionadas com as práticas agrícolas, pecuárias e agroindustriais, que frequentemente não correspondem à realidade ou são desprovidas de uma análise contextual completa e rigorosa, chegando a ser contraditória àquela que é veiculada pelas autoridades competentes do nosso país.

Por isso, os setores agrícola, pecuário e agro-alimentar uniram-se e assinaram o Manifesto “Por uma alimentação consciente em Portugal” para oferecer aos cidadãos as informações corretas sobre estas atividades em Portugal. Segundo as organizações signatárias, cada cidadão é livre de fazer as suas escolhas, nomeadamente as alimentares, mas para que essa escolha seja efetivamente livre e consciente, o consumidor tem de estar informado.

Assim, o Manifesto esclarece quais as responsabilidades e contributos dos setores em questão para o aquecimento global, a emissão de gases de efeitos de estufa (GEE), a contaminação ambiental, a saúde e bem-estar animal, o impacto na floresta e o bem-estar social.

A União Europeia é conhecida por ter os padrões mundialmente mais exigentes, por isso a produção agrícola, a produção pecuária e o setor agroalimentar em Portugal cumprem os mais elevados padrões de qualidade, seja ambiental, seja de bem-estar animal ou de saúde pública.

Clique aqui para ler na íntegra o manifesto.